Lichtzwang
Daniel Steegmann Mangrané
Bom Dia Boa Tarde Boa Noite, 2012

Iniciada em 1998, a série Lichtzwang, consiste hoje em mais de 300 aquarelas sobre papel milimetrado, com dimensões de 15 x 21 cm.

A maioria das obras desta série é composta por grupos de diversas aquarelas, nos quais cada novo trabalho é uma variação do anterior, mostrando uma transformação. A última aquarela geralmente iguala-se à primeira, de maneira que cada grupo forma um ciclo que pode ser instalado em qualquer ordem.

O processo de realização é, de toda maneira, guiado por regras simples (brincar com as coordenadas do papel, cada ítem que aparece na aquarela deve permanecer por três folhas), regras que conectam enquanto dão margem à improvisação e à introdução de uma certa aleatoriedade no processo.

Estas aquarelas tem o título genérico de Lichtzwang, que por sua vez é o título de um livro de poemas de Paul Celan. Entre 2000 e 2003, Daniel dedicou-se exclusivamente a este trabalho, e foi neste momento e através destas aquarelas que muitos dos interesses e assuntos posteriormente explorados em outras mídias vieram à tona, tais como: cor, espaço, tempo, estrutura, movimento, modulação, variação, permuta, narrativa, linguagem e o ciclo.

Esta publicação compila uma seleção de 256 aquarelas feitas entre 1998 e 2012, e foi datilografada com a nova fonte Lichtzwang, e é publicada na ocasião da apresentação da obra na Bienal de São Paulo de 2012, A iminência das poéticas. 

Design do Studio Manuel Raeder

172 × 245 cm 
512 páginas, 256 ilustrações coloridas
Brocura
ISBN 978-3-943514-08-7

Comprar
Menu