Now Leaves
co-published by Book Works and Wysing Arts Centre, 2015 

Now Leaves, apresenta-se como um bloco. Fisicamente, adota a escala da mão humana, seu peso presente, sua estrutura flexível, quase humana. As páginas caem desorganizadamente para revelar letras densas, negras e gráficas – em forma de línguas, contorcidas para formar palavras quase ilegíveis. Cada página escrita, brincando com a repetição, a palavra “folhas” repetidamente pronunciada. As sucessivas páginas formam declarações ocasionalmente benignas – começa com FOLHA POR FOLHA  – mas com o virar das páginas uma violência mais visceral emana das páginas – FOLHAS ESCRAVAS, FOLHAS FELIZES, MALDITAS FOLHAS, FOLHAS PERDIDAS, MATE AS FOLHAS, FOLHAS SANGRENTAS, FOLHAS COLOCADAS. Ainda que visualmente surpreendente, a experiência de ler o livro de Dean reduz o ato de ler à intimidade física com sua própria boca, já que, na tentativa de ler as quase indecifráveis palavras para ter prazer em balbuciar, você sente seus olhos contorcerem-se  como sua própria língua faz ao tentar dar forma às palavras, tendendo a contorcer, esticar-se ou replicar a pronúncia gráfica da página. O trabalho de Dean refere-se muitas vezes ao jogo da legibilidade através da criação de léxicos privados. A relação entre a performance falada e sua representação gráfica, muitas vezes na forma de fontes privadas, pessoais e artesanais, é uma das chaves para seu trabalho. Os objetos outrora mudos são inscritos por meio de pistas ou fragmentos de letras, como uma forma personalizada de escrita que dá a oportunidade de animar a arte. Aqui o livro opera como uma forma de escultura, inscrito com uma forma tanto pessoal quanto corpórea, para ser lido, falado ou cuidadosamente decifrado.


Inglês
16,8 × 12 cm
640 páginas
Brochura
ISBN 9781906012717

Comprar
Menu